Os efeitos dos terpenos na canábis: dos aromas às experiências únicas

Efeito dos terpenos

Quando se abre um saco de botões de marijuana CBD e respira profundamente o aroma pungente e inconfundível da canábis, o que está realmente a cheirar são os terpenos. Estes compostos invisíveis são os principais responsáveis pelo perfil aromático único das diferentes variedades de canábis. Mas os terpenos da canábis são muito mais do que simples aromas.

Os terpenos evocam uma série de sensações e efeitos nos utilizadores de canábis.

O mundo da canábis é muito mais complexo e fascinante do que pode parecer à primeira vista. Junte-se a nós nesta monografia sobre os efeitos e as sensações dos terpenos da canábis.

Descubra os terpenos e melhore a sua experiência com a canábis

O que são os terpenos e qual é a sua função?

Resumidamente, os terpenos são compostos aromáticos que dão a muitas plantas, incluindo a marijuana, o seu cheiro. Os terpenos da canábis encontram-se nos tricomas, os pêlos pegajosos, bulbosos e cheios de resina que revestem os botões. Também se encontram nesta resina os canabinóides .

A planta da canábis produz mais de 200 tipos de terpenos, que actuam como uma espécie de“arma química” contra os predadores. A maior parte deles está presente em quantidades muito pequenas e apenas cerca de dez estão presentes em quantidades significativamente mais elevadas do que os outros.

A combinação única de terpenos maioritários e minoritários é o que confere às diferentes variedades de canábis os seus perfis olfactivos característicos.

Em contrapartida, os canabinóides, como o canabidiol (CBD) ou o tetrahidrocanabinol (THC), não têm aroma.

A função básica destes compostos é fornecer-nos informações que nos permitam identificar rapidamente a substância que temos à nossa frente. Mas este facto tão instintivo tornou-se hoje em dia altamente sofisticado. Atualmente, os terpenos e outros compostos aromáticos da canábis são utilizados para proporcionar uma experiência sensorial única.

Efeitos dos terpenos da canábis

Que efeito têm os terpenos?

Os terpenos desempenham um papel crucial na forma como experimentamos a canábis. Os seus efeitos estão relacionados não só com o prazer olfativo dos consumidores, mas também com a modulação e a potência do efeito dos canabinóides.

O cheiro dos botões, por si só, pode fazer-nos piscar os olhos e transportar-nos para uma memória, trazer um sorriso ao nosso rosto ou enrugar o nariz. Estes pequenos gestos aparentemente simples são, na verdade, parte de reacções químicas complexas produzidas por estas minúsculas moléculas aromáticas no nosso cérebro – e numa questão de segundos!

De notas florais doces a aromas sedutores, penetrantes e amadeirados, cada variedade de flor desperta em nós sensações diferentes.

E se isso não fosse suficientemente incrível, ainda mais incrível é o facto de cada pessoa poder ter uma perceção diferente dos mesmos aromas. Esta é a complexidade dos efeitos dos terpenos da canábis!

Tipos de terpenos de canábis e seus efeitos

Principais terpenos da canábis e seus efeitos

  • Myrcene é o terpeno predominante nas variedades de canábis. Tem um aroma profundo, ligeiramente doce, picante e terroso, com tons de especiarias e notas frutadas subtis. É conhecida pelos seus efeitos calmantes e sedativos, e pensa-se que pode aumentar as propriedades sedativas da canábis. As estirpes com elevado teor de mirceno estão associadas ao conhecido ” couch-lock”, o efeito pelo qual a canábis nos deixa inconscientes no sofá.
  • Beta-cariofileno é o segundo terpeno mais abundante nas variedades de canábis. Tem notas picantes, de especiarias e de pimenta. Também se encontra na pimenta preta e é o único terpeno com propriedades canabinóides comprovadas. Diz-se que tem propriedades analgésicas, anti-inflamatórias, ansiolíticas, relaxantes e outras.
  • Limoneno Limoneno: como o seu nome indica, é responsável pelo aroma cítrico e refrescante dos citrinos. Mas é também o aroma principal de muitas variedades de marijuana e é muito apreciado pelos utilizadores de canábis. O seu efeito mais proeminente é a elevação do humor.
  • Humuleno Humulene: O Humulene é o principal terpeno do lúpulo, o aroma da cerveja. O seu aroma é complexo, herbáceo e refrescante, terroso, amadeirado e resinoso . É conhecida pelas suas propriedades anti-inflamatórias e analgésicas.
  • Alfa e Beta Pineno: Estes dois terpenos, que fazem parte da O pineno é conhecido pela sua aroma fresco e penetrante, caraterístico do pinho e da terebintina, que nos transporta diretamente para uma floresta luxuriante – pense no cheiro da madeira acabada de cortar! O seu efeito é o de nos manter alerta e calmos. Estudos sugerem que têm propriedades anti-inflamatórias e de melhoria da memória.

Degustação de marijuana: a nova experiência com a canábis

Já lá vai o tempo em que a seleção das flores de canábis se baseava apenas nos seus níveis de canabinóides THC ou CBD. Atualmente, a atenção centra-se também nos verdadeiros protagonistas que definem a experiência olfactiva dos consumidores: os terpenos.

As provas de marijuana levam-no a uma aventura sensorial, explorando o aroma de flores resinosas com notas doces, amargas, terrosas, picantes, florais e frutadas.

Atualmente, a criação ou o desenvolvimento de novas variedades de marijuana centra-se em grande medida nos terpenos presentes na planta e não apenas nos canabinóides. Porque se sabe que o desenvolvimento de perfis únicos de terpenos pode proporcionar uma viagem inigualável.

Segredos dos terpenos da canábis: como afectam o efeito?

O efeito da comitiva

O efeito da cannabis, as suas propriedades bioactivas, deriva do grande número de metabolitos secundários da planta, incluindo canabinóides, terpenóides, esteróis e flavonóides. Traduzido: Tal como uma orquestra, os diferentes compostos da planta da canábis trabalham em conjunto para produzir um efeito mais forte do que seria de esperar se fossem tomados individualmente.

Este fenómeno muito interessante, conhecido como o efeito decomitiva, foi descrito pelo investigador israelita Raphael Mechoulam no final da década de 1990. Desde então, tem sido investigado durante décadas.

O efeito “entourage” explica que os terpenos actuam em sinergia com os canabinóides, reforçando os seus efeitos no organismo.

Assim, os canabinóides e os terpenos interagem entre si de forma sinérgica. Alguns destes compostos podem aumentar o efeito relaxante do CBD, aumentar os efeitos psicoactivos do THC ou atenuar os efeitos psicoactivos da marijuana, como exemplos de terpenos e dos seus efeitos.

Como é que os terpenos interagem com os canabinóides?

Infelizmente, embora haja muita investigação e dados em curso, as interacções entre os terpenos e os canabinóides ainda não são totalmente compreendidas. Embora fosse emocionante descrever qual o terpeno que atenua ou melhora o efeito mental ou físico da canábis, nesta fase, ainda não dispomos de dados conclusivos suficientes para fazer tal afirmação.

Sabemos, por exemplo, que o terpeno beta-cariofileno pode ligar-se aos receptores canabinóides CB2, que estão envolvidos na regulação da dor e da inflamação, e aumentar os efeitos analgésicos dos canabinóides.

Os terpenos determinam o efeito indica ou sativa?

Através de todos os mecanismos acima referidos, os terpenos da canábis influenciam diretamente os efeitos de uma variedade de canábis, determinando se o efeito será mais relaxante ou mais cerebral. No entanto, é impossível ignorar que os canabinóides também desempenham um papel crucial no efeito da canábis.

Embora a diferença entre as variedades indica e sativa tenha sido tradicionalmente associada a factores genéticos, investigações mais recentes demonstraram que é o quimiotipo que é mais importante para determinar o efeito da canábis, referindo-se à medição do perfil de terpenóides e canabinóides dos botões. Consequentemente, cada vez mais cientistas estão a sugerir um novo modelo de classificação das plantas de canábis de acordo com os seus perfis fitoquímicos únicos (quimiotipos), em vez das designações designações indica ou sativa .

Benefícios dos terpenos da canábis

Descobrir os benefícios dos terpenos na canábis

Quando as propriedades medicinais da canábis começaram a ser estudadas, todo o interesse se centrou nos canabinóides, nomeadamente no THC. No entanto, os investigadores depressa se aperceberam de que o THC puro não tinha os mesmos benefícios terapêuticos que o extrato da planta. Assim, descobriu-se que os terpenos também desempenham um papel importante nos efeitos terapêuticos da planta.

Ao modularem e reforçarem os efeitos da erva, os terpenos são de interesse para quem procura uma experiência sensorial agradável e abrem a possibilidade de desenvolver novas variedades de canábis específicas para determinados efeitos. Sabemos agora que, para além de conferirem à canábis os seus aromas únicos, os terpenos estão a ser estudados pelos seus possíveis efeitos no organismo.

Propriedades dos terpenos da canábis

A maior parte dos benefícios dos terpenos da canábis são conhecidos através da aromaterapia, que há séculos estuda os óleos essenciais das plantas – compostos principalmente por terpenos.

Os terpenos podem exercer efeitos na atividade eléctrica cerebral e nos neurotransmissores, despertando ou diminuindo a atividade em determinadas áreas do cérebro.

Mas tem a certeza de que um simples aroma pode ter um impacto tão grande no corpo? Sim, parece que sim! Isto não é um exagero. Estudos científicos mostram que os terpenos têm um efeito no corpo mesmo em doses muito pequenas.

Como é que os terpenos actuam no corpo?

Estes pequenos e poderosos aromas podem ser absorvidos através do ar – por inalação; digestivamente, quando ingeridos oralmente; e dermicamente, quando aplicados na pele.

Devido à sua natureza química lipofílica, os terpenos são assimilados muito rapidamente, atingindo o cérebro num curto espaço de tempo, onde atravessam facilmente a barreira hemato-encefálica e exercem muitos dos seus efeitos mentais.

Como já foi referido, a canábis contém centenas de terpenos. Tentar enumerar todos os seus benefícios é extremamente complexo, pois cada um destes compostos tem propriedades ligeiramente diferentes e também interagem entre si. E a situação torna-se ainda mais complicada quando os canabinóides entram em jogo, devido ao já referido efeito de comitiva.

Tendo isto em conta, de uma forma genérica, os potenciais efeitos benéficos dos terpenos que destacamos são os seguintes

Melhorar o humor

O benefício mais óbvio dos terpenos é, sem dúvida, o de inundar a nossa mente e a nossa realidade com aromas agradáveis e prazerosos, capazes de relaxar os outros sentidos, para entrar numa experiência puramente sensorial.

Os aromas doces e florais podem transportar-nos para uma memória primaveril ou para um cesto de frutos de verão; o aroma penetrante, herbáceo ou terroso, para uma floresta tranquila no meio da natureza, ou o cheiro de relva pela manhã.

A perceção dos cheiros é irracional e involuntária, e é por isso que eles nos levam às profundezas das nossas experiências e nos permitem – e exigem – que nos desliguemos.

Não consegue parar de pensar em algo que o preocupa? Tente cheirar algo agradável e pense no que lhe faz lembrar. Ou tentar lembrar-se do cheiro de um lugar agradável. Verá que, imediatamente, todos os seus pensamentos se desligam por um momento. Porque poucas coisas requerem tanta atenção como o olfato, e são tão poderosas como os aromas.

O cheiro é uma entrada de informação diferente dos nossos pensamentos, que a aromaterapia aproveita para os seus benefícios para a ansiedade, depressão e problemas de sono.

Alguns estudos demonstraram o efeito ansiolítico e antidepressivo dos terpenos. Por exemplo, alguns terpenos, como o pineno e o linalol, demonstraram ter efeitos sobre neurotransmissores como o GABA.

Sedativos e relaxantes

Outra das propriedades emblemáticas dos terpenos é o seu efeito sedativo e relaxante. Em particular, o mirceno, o terpeno mais abundante nas variedades de marijuana, é conhecido por promover a sonolência e o alívio do stress.

Analgésicos, para a dor e a inflamação

Os terpenos têm grandes benefícios relacionados com a analgesia, devido ao seu potencial como anti-inflamatórios naturais. Foi demonstrado que alguns terpenos têm efeitos canabimiméticos, que podem aumentar a analgesia produzida pelos canabinóides (1).

Alguns dos terpenos mais estudados e conhecidos pelas suas propriedades anti-inflamatórias e analgésicas incluem o limoneno e o cariofileno.

Utilizações dos terpenos da canábis

Vaporização dos terpenos da canábis

Se acabou de aterrar no mundo dos terpenos, segure-se bem. Existe atualmente uma indústria muito poderosa a trabalhar na vaporização da vaporização da canábis misturando terpenos para tentar igualar os sabores de certas variedades míticas de marijuana comercial.

Os líquidos Vape misturam cuidadosamente os terpenos para imitar os aromas da canábis e os seus efeitos. Estas empresas oferecem uma vasta gama de e-líquidos de canábis, imitando as variedades de marijuana e os seus possíveis efeitos.

Gomas de cannabis

Os terpenos são amplamente utilizados na produção de gomas de canábis. gomas de canábis que podem ou não conter canabinóides.

Cannabis medicinal e terpenos

Na canábis, as propriedades dos terpenos estão a atrair a atenção principalmente para o desenvolvimento de variedades de canábis medicinal para utilização em pessoas com doenças inflamatórias. Os terpenos da marijuana podem modular a atividade canabinóide, que é utilizada como uma poderosa ferramenta terapêutica para melhorar a terapia canabinóide.

As terapias com canabinóides podem induzir efeitos secundários psicoactivos e somáticos. Neste sentido, o desenvolvimento de variedades de marijuana medicinal com um quimiotipo específico poderia modular o efeito psicoativo do THC e atenuar os efeitos mentais causados pelo tratamento. Assim, os terpenos da canábis permitem não só maximizar a eficácia terapêutica dos canabinóides, mas também reduzir os efeitos secundários psicoactivos indesejados.

O mundo dos terpenos: são muito mais do que simples aromas!

Tal como analisámos num artigo anterior, a planta Cannabis sativa é excecionalmente rica em fitoquímicos, capaz de produzir centenas de canabinóides e terpenos diferentes.

Embora os primeiros tenham sido sempre o centro das atenções, os terpenos da canábis também influenciam o efeito que cada variedade de canábis produz. Diferentes combinações de canabinóides, terpenos e outros compostos aromáticos podem afetar os efeitos e as sensações proporcionados por cada variedade de canábis. Como resultado, cada vez mais entusiastas da canábis gostam de experimentar e identificar quais os terpenos presentes no botão que escolheram e como se sentem.

Espero que ao longo deste artigo tenha percebido o potencial dos terpenos da canábis. Mas não acredite apenas na nossa palavra, experimente! Da próxima vez que cheirar cannabis, concentre-se e mergulhe nas sensações que ela lhe dá. Pense nas centenas de compostos e reacções químicas envolvidas e na forma como os terpenos o acompanham na sua experiência com a canábis.

Referencias
  1. LaVigne JE, Hecksel R, Keresztes A, Streicher JM. Os terpenos da Cannabis sativa são canabiméticos e aumentam seletivamente a atividade canabinóide. Sci Rep. 2021 Apr 15;11(1):8232. doi: 10.1038/s41598-021-87740-8. PMID: 33859287; PMCID: PMC8050080.
  2. Russo EB. Domar o THC: potencial sinergia da canábis e efeitos de comitiva de fitocanabinóides-terpenóides. Br J Pharmacol. 2011 Ago;163(7):1344-64. doi: 10.1111/j.1476-5381.2011.01238.x. PMID: 21749363; PMCID: PMC3165946.

Informações sobre os terpenos da canábis (perguntas frequentes ou curiosas)

Que dose de terpeno pode causar efeitos no corpo?

Como é que moléculas em pequenas doses podem ter um efeito no corpo? Só os cheiramos, nem sequer os comemos”, comentou um cliente. Esta é uma reflexão muito interessante. Não é descabido perguntar-se se os aromas de canábis podem realmente ter efeitos reais no corpo. Os terpenos são compostos voláteis altamente biodisponíveis para o corpo e podem ser absorvidos através dos pulmões, por inalação, muito facilmente. São rapidamente metabolizados e distribuídos no organismo, com uma natureza lipofílica que lhes confere uma elevada afinidade pelas estruturas cerebrais, onde podem exercer os seus efeitos. Assim, é possível observar os benefícios dos terpenos em concentrações séricas indetectáveis. Pensa-se que os terpenos têm efeitos em concentrações de 0,05% e superiores (2).

Todos os compostos aromáticos da canábis são terpenos?

Bem, não. Embora os terpenos sejam alvo de toda a atenção, existem mais compostos aromáticos na canábis. Por exemplo, o aroma de skunk não provém de terpenos, mas de compostos de enxofre, como os que se encontram no alho! A canábis não pára de surpreender!

Como é modificado o teor de terpenos da canábis?

A composição de terpenos da canábis parece ser determinada tanto (principalmente) pela genética da planta como pelo ambiente de cultivo. Em termos de quantidade, o tipo de cultivo pode alterar o rendimento. Tal como acontece com os canabinóides, a produção de terpenos na canábis aumenta com a exposição à luz, mas diminui com a fertilidade do solo. Este facto é corroborado pela experiência adquirida no cultivo em interior, que mostra rendimentos mais elevados se as plantas sofrerem uma relativa falta de azoto imediatamente antes da colheita, favorecendo o crescimento floral em detrimento do crescimento foliar. No entanto, se estivermos a falar de qualidade, se quisermos uma variedade com um determinado aroma, devemos também ter em conta a genética da planta quando compramos a semente.

Como é que os terpenos se parecem visualmente?

O aspeto dos terpenos é semelhante ao do óleo. As imagens dos terpenos da canábis são simplesmente gotículas de resina de aspeto viscoso.

Quais são algumas das melhores variedades de terpenos de canábis?

É difícil decidir qual a melhor variedade de terpenos, pois trata-se de uma avaliação totalmente subjectiva. No entanto, com base em estudos realizados em dispensários dos EUA (onde a canábis é legal), parece que os utilizadores apreciam mais os perfis de terpenóides cítricos ou refrescantes. Na Cannactiva, encontrará estes aromas nas flores Orange Mood, Candy Krush, Ohana, Limoncello, Willits ou Vibration, entre outras.

Qual é o teor de terpenos da canábis?

A maioria das plantas de canábis tem um teor de terpenos inferior a 1%. Algumas variedades com elevado teor de terpenos (normalmente canábis comercial) contêm 1-3% de terpenos. Foram registadas concentrações ainda mais elevadas, até 5%, embora menos comuns. É importante notar que o teor de terpenos pode ser influenciado por uma série de factores, como a genética da planta, o ambiente, o estado de maturidade no momento da colheita e o método de extração utilizado para obter o produto final.

Qual é o mecanismo de ação dos terpenos no organismo?

Se é um cientista e se interroga sobre o mecanismo de ação dos terpenos, nós vamos falar-lhe sobre isso. Estes compostos são farmacologicamente muito versáteis e podem interagir com as membranas celulares, os canais iónicos neuronais e musculares, os receptores de neurotransmissores, os receptores acoplados à proteína G (receptores de odor e sabor), os sistemas de segundos mensageiros e as enzimas. Estudos em animais sugerem que os terpenóides podem ter efeitos profundos nos níveis de atividade, sugerindo um efeito farmacológico direto no cérebro, mesmo em concentrações séricas extremamente baixas.

Cannactiva
En Cannactiva queremos cambiar la perspectiva sobre el cannabis. Te traemos lo mejor de la planta a través de nuestros productos y de los posts que puedes leer en nuestro [...]

Mi Cesta0
There are no products in the cart!
Continue shopping
Conversa aberta
1
Precisa de ajuda?
Olá!
Podemos ajudar-vos?
Atenção Whatsapp (segunda a sexta-feira/ 11am-18pm)