Benefícios do CBD para as dores musculares - Cannactiva

CBD para dores musculares

CBD para o alívio das dores musculares

O canabidiol (CBD), um composto extraído do cânhamo, tornou-se um importante foco de estudo e utilização no tratamento da dor. Mais especificamente, a dor muscular é um tipo comum de dor que pode ser tratada com segurança com CBD.

Hoje, no blogue Cannactiva, vamos analisar algumas questões e aspectos comuns relacionados com as propriedades e benefícios do CBD para as dores musculares.

O CBD é eficaz para as dores musculares?

O CBD interage com o sistema endocanabinóide do corpo, que desempenha um papel na regulação da dor e da inflamação. Ao influenciar este sistema, o CBD pode potencialmente reduzir a inflamação e aliviar a dor, incluindo a dor muscular inflamatória.

Cremes de CBD para fisioterapia e alívio da dor
Cremes de CBD para fisioterapia e alívio das dores musculares

Como é que o CBD actua para aliviar as dores musculares?

O CBD pode reduzir a dor através do seu poder anti-inflamatório. A inflamação muscular ocorre quando o organismo pretende reparar os danos causados às células musculares devido a um traumatismo (choque) ou ao stress causado pelo exercício. O CBD reduz a libertação de substâncias inflamatórias e diminui o stress oxidativo, ajudando assim a reduzir a inflamação.

Mais informações: CBD como anti-inflamatório: Propriedades e modo de utilização

Produtos de CBD para dores musculares

Que produtos de CBD são utilizados para as dores musculares?

Crema CBD Antiinflamatoria - Efecto calmante para el dolor

A maioria dos estudos que avaliaram o efeito do CBD na dor utilizaram o CBD por via oral. O CBD oral inclui a ingestão de produtos de CBD, tais como cápsulas de CBD, tinturas ou óleos de CBD, mas o óleo de CBD sublingual também pode ser utilizado.

Note-se que nem todos os países legalizam a utilização do CBD por via oral e que os produtos comestíveis, como as cápsulas, podem não estar disponíveis. Informe-se sobre os regulamentos aplicáveis no seu país e sobre os diferentes produtos de CBD existentes no mercado.

Por outro lado, podem ser utilizados cremes para a dor à base de CBD, que são aplicados em áreas localizadas de dor e terão um efeito apenas na área afetada.

Que quantidade de CBD deve ser utilizada para aliviar as dores musculares?

Aceite CBD 25 10ml

A dose efectiva varia significativamente entre indivíduos. Os factores que influenciam são o peso corporal, a intensidade da dor e a tolerância individual. É aconselhável começar com uma dose baixa e aumentá-la gradualmente até encontrar alívio.

Mais informações: Dosagem óptima de CBD

O CBD pode ser utilizado em combinação com outros métodos de alívio da dor?

O CBD pode ser utilizado em conjunto com outras estratégias de controlo da dor, como a fisioterapia, mas tem contra-indicações com determinados medicamentos. É importante consultar um profissional de saúde, especialmente se estiver a tomar medicamentos, para evitar possíveis interacções e efeitos adversos.

Mais informações: CBD e medicamentos: Quais são as interacções?

Quanto tempo é que o CBD demora a atuar nas dores musculares?

O início do alívio depende da forma de CBD utilizada. Os óleos e tinturas orais, como as gotas sublinguais de CBD, podem proporcionar alívio em minutos a uma hora, enquanto os produtos tópicos podem atuar de forma relativamente rápida na dor localizada. Os comestíveis podem demorar mais tempo a fazer efeito.

O CBD pode ajudar na recuperação muscular após o treino ou actividades físicas?

Existem algumas provas que sugerem que o CBD pode ajudar na recuperação muscular após treinos ou actividades físicas, reduzindo a inflamação e a dor, o que pode ajudar a uma recuperação mais rápida.

Uma vez que o CBD é totalmente legal em alguns países e aceite pela Agência Mundial Antidopagem para utilização por atletas profissionais (1), a utilização do CBD para dores musculares tornou-se amplamente popular.

CBD para dores musculares
O CBD é popular entre os desportistas para aliviar as dores após exercício físico intenso.

Mecanismos de ação do CBD nas dores musculares

O CBD tem mostrado potencial para o controlo da dor em doenças e distúrbios da dor. Pode reduzir o inchaço e a dor após uma atividade física extenuante, o que o torna uma ajuda atraente para o desempenho desportivo. No entanto, são necessários mais estudos para confirmar estes efeitos de forma definitiva (2).

Descobertas recentes sugerem que o CBD pode melhorar a recuperação muscular ao reduzir os danos musculares. Por exemplo, a ingestão de CBD poderia melhorar a diferenciação das células satélite nos músculos, o que é crucial para a reparação muscular e a força muscular (3). No entanto, estes resultados ainda não são conclusivos e é necessária mais investigação para compreender plenamente a extensão destes benefícios do CBD.

O CBD desempenha um papel importante na regulação da inflamação e do stress oxidativo, que são comuns após um esforço físico intenso. Ao controlar estes processos, o CBD pode ajudar na recuperação dos músculos e de outros tecidos após o exercício físico ou após um choque ou traumatismo (2).

Massagem com CBD para dores musculares
Massagem com CBD para dores musculares

Outros benefícios do CBD para as dores musculares

Para além da reparação muscular e dos efeitos anti-inflamatórios do CBD na dor muscular, o CBD parece regular o ciclo sono-vigília, que é essencial para a recuperação muscular (4). Pode melhorar o início do sono, a continuidade e a qualidade do sono, reduzindo os pesadelos e as insónias. Estes efeitos são atribuídos à interação do CBD com o sistema endocanabinóide, os receptores de adenosina e a neurotransmissão GABAérgica (2).

Considerações de segurança

É importante consumir produtos de CBD de alta qualidade, uma vez que a pureza e a dosagem podem variar. A dose eficaz para efeitos específicos no músculo ou na dor muscular, especialmente em contextos de desporto e exercício, está ainda a ser explorada em diferentes estudos (2).

De um modo geral, embora se saiba que o CBD tem vários efeitos fisiológicos, bioquímicos e psicológicos que podem beneficiar as pessoas com dores musculares ou os atletas, as provas preliminares são inconsistentes, uma vez que a maioria dos estudos foram pré-clínicos e envolveram animais de laboratório e não seres humanos (5).

É necessária mais investigação para compreender os mecanismos fisiológicos, a segurança, a eficácia e o papel do CBD em processos como os processos inflamatórios, a neuroprotecção e a função neuromecânica. Isto inclui ensaios controlados aleatórios que consideram vários factores individuais e específicos da fisiologia muscular (2).

Existem efeitos secundários da utilização do CBD para as dores musculares?

O CBD é geralmente considerado seguro, mas pode causar efeitos secundários em algumas pessoas, especialmente quando consumido por via oral ou ingerido. Os efeitos secundários incluem sonolência, boca seca e problemas gastrointestinais.

Os efeitos adversos são normalmente observados em doses muito elevadas de CBD, pelo que é importante começar com uma dose baixa e monitorizar a resposta do organismo.

Conclusão

Em resumo, embora o CBD se mostre promissor em várias áreas relevantes para as dores musculares e o desempenho desportivo, são necessárias mais investigações e estudos clínicos para compreender plenamente os benefícios, as doses ideais e os potenciais riscos do CBD para as dores musculares.

Espera-se que, com o tempo e com o progresso da investigação, surjam orientações e recomendações mais claras para a utilização do CBD no desporto e no tratamento das dores musculares.

Nota: Este é um artigo informativo e não se destina a prevenir, diagnosticar ou tratar qualquer doença. O seu conteúdo pode complementar, mas nunca deve substituir, qualquer diagnóstico ou tratamento de qualquer doença ou sintoma. Os produtos Cannactiva não são medicamentos e destinam-se a uso externo. Os dados apresentados reflectem as evidências científicas até à data da publicação, tendo em conta que podem surgir novos desenvolvimentos desde então. Por conseguinte, consulte o seu médico antes de utilizar o CBD.

Referências
  1. Nichols, J. M., & Kaplan, B. L. F. (2020). Immune Responses Regulated by Cannabidiol (Respostas imunitárias reguladas pelo canabidiol). Cannabis and cannabinoid research, 5(1), 12-31. https://doi.org/10.1089/can.2018.0073
  2. Rojas-Valverde, D., & Fallas-Campos, A. (2023). Canabidiol nos esportes: percepções sobre como o CBD pode melhorar o desempenho e a recuperação. Fronteiras em farmacologia, 14, 1210202. https://doi.org/10.3389/fphar.2023.1210202
  3. Schouten, M., Dalle, S., & Koppo, K. (2022). Mecanismos moleculares através dos quais o canabidiol pode afetar o metabolismo do músculo esquelético, a inflamação, a regeneração do tecido e o anabolismo: uma revisão narrativa. Cannabis and cannabinoid research, 7(6), 745-757. https://doi.org/10.1089/can.2022.0220
  4. Dáttilo, M., Antunes, H. K. M., Galbes, N. M. N., Mônico-Neto, M., DE Sá Souza, H., Dos Santos Quaresma, M. V. L., Lee, K. S., Ugrinowitsch, C., Tufik, S., & DE Mello, M. T. (2020). Effects of Sleep Deprivation on Acute Skeletal Muscle Recovery after Exercise (Efeitos da privação de sono na recuperação aguda do músculo esquelético após o exercício). Medicina e ciência do desporto e do exercício, 52(2), 507-514.
  5. McCartney, D., Benson, M. J., Desbrow, B., Irwin, C., Suraev, A., & McGregor, I. S. (2020). Canabidiol e desempenho esportivo: uma revisão narrativa de evidências relevantes e recomendações para pesquisas futuras. Medicina desportiva – aberto, 6(1), 27.

Masha Burelo
Investigadora en cannabinoides | Doctoranda en Neurociencia

Mi Cesta0
There are no products in the cart!
Continue shopping
Conversa aberta
1
Precisa de ajuda?
Olá!
Podemos ajudar-vos?
Atenção Whatsapp (segunda a sexta-feira/ 11am-18pm)